Ataques em dispositivos IoT e DDoS dominam o espaço da segurança cibernética

Os dispositivos de IoT estão sendo atacados com maior frequência do que nunca, sugere uma nova pesquisa.

De acordo com um novo relatório da NETSCOUT, os produtos inteligentes geralmente são atacados dentro de cinco minutos após serem conectados e são alvo de explorações específicas dentro de um dia.

O Relatório de cenário de ameaças informa que a segurança do dispositivo de IoT é “mínima a inexistente” em muitos dispositivos. Isso torna o setor de IoT entre os mais vulneráveis, especialmente sabendo que os equipamentos médicos e os carros conectados se enquadram na categoria IoT.

O DDoS, em geral, ainda está em alta, acrescenta o relatório. O número desses ataques cresceu em um quarto no ano passado. Os ataques na faixa de 100 a 400 Gbps “explodiram”, diz, concluindo que um hacker de “interesse contínuo” tem esse vetor de ataque.

O tamanho máximo global de ataques DDoS cresceu 19% no ano passado, em comparação com o ano anterior.

Instituições internacionais, como a ONU ou o FMI, nunca foram tão interessantes para os hackers. Os ataques DDoS contra essas organizações aumentaram quase 200% no ano passado.

Hackers operam de forma semelhante à maneira como as empresas legítimas operam. Eles empregam o modelo de afiliado, permitindo-lhes aumentar os lucros rapidamente.

“Nossas descobertas globais revelam que o cenário de ameaças no segundo semestre de 2018 representa o equivalente a ataques a esteroides”, disse Hardik Modi, diretor sênior de Inteligência de ameaças da NETSCOUT. “Com o tamanho e a frequência do ataque DDoS, o volume de atividades do estado-nação e a velocidade das ameaças da IoT em alta, o mundo moderno não pode mais ignorar as ameaças digitais que enfrentamos regularmente de atores mal-intencionados capazes de capitalizar as interdependências do mundo conectado. ”

Adriano Lopes

Adriano Lopes é o criador e proprietário do MundoHacker.net.br. Desenvolvedor Web, Hacker Ético, Programador C, Python, Especialista em Segurança da Informação.