GoFundMe devolve dinheiro a doadores após campanha fraudulenta

Relatos tristes surgem todos os dias na internet, tornando-se populares rapidamente. Devido a facilidade de esse tipo de narrativa tocar o coração das pessoas, o casal Katelyn McClure e Mark D’Amico, de New Jersey, nos Estados Unidos, inventou uma história para ganhar dinheiro por meio de financiamento coletivo na plataforma GoFundMe. A mentira nasceria em novembro de 2017, quando supostamente conheceram um homem chamado Johnny Bobbitt Jr, que teria ajudado McClure com 20 dólares, para ela abastecer seu carro sem combustível.

Com essa premissa, o casal decidiu criar uma campanha para arrecadar 10 mil dólares, que serviria para ajudar Bobbitt a pagar aluguel e outras despesas importantes. Feito isso, a história espalhou-se rapidamente na rede, e o valor obtido foi de mais de 400 mil dólares. Como dito, o que parecia ser um ato de bondade, revelou ser uma grande fraude.

No caso, Bobbitt entrou na justiça reivindicando o dinheiro destinado a ajudá-lo – aliás, o homem afirma ter recebido 75 mil dólares de McClure e D’Amico. Mas o que foi feito com o restante do valor? O casal gastou tudo em itens de luxo e casinos. Assim, adiante a mentira acabou sendo descoberta pela promotoria de New Jersey, sendo os três acusados de engano, conspiração e roubo. Já o GoFundMe, teve que devolver o montante a todas as pessoas que fizeram doação. É, não se pode mesmo confiar em todo mundo, não é mesmo?

Fontes Tecmundo, CNET